Sobre essa tal de Pegada Digital

O termo é muito conhecido em projetos de tecnologia, mas pode ser perigoso em abordagens que não envolvem escopo definido

Se você riu ao ler o título deste texto, bem-vindo ao mundo dos profissionais que atuam com Transformação Digital e que, em algum momento da carreira, já foram convidados a dar uma “Pegada Digital” em algum projeto, programa ou processo. E sabe o que significa essa Pegada Digital? Absolutamente nada!

Quando alguém lhe pede para dar um toque digital em determinado projeto, pode ter certeza que isso significa que ele não sabe exatamente o que quer e, dificilmente ficará satisfeito com o que receber no final. Ou então esta pessoa está apenas antenada de que projetos de Transformação Digital estão na moda, ou quer um projeto para chamar de seu, independentemente do que isto seja.

Os projetos de transformação carregam uma dificuldade e complexidade de execução inerentes ao seu processo de desenvolvimento, mesmo quando temos em mente exatamente o que queremos. Quando não sabemos claramente nosso objetivo final, aumenta-se o risco de desperdício de recursos e esforços que não trarão resultados práticos.

A falta de foco e escopo também pode trazer dificuldade no engajamento das equipes ou no apoio das principais lideranças, que por não acreditarem no projeto, ou não visualizarem os seus objetivos e entregáveis, deixam de abraçar o desafio.

Na minha experiência como consultor e líder em projetos de Transformação Digital, existe uma forma muito efetiva para a condução de projetos de sucesso:

  • Faça a medição do estágio atual da empresa, ou seja, onde ela se encontra na sua jornada de transformação digital;
  • Determine, de forma participativa, onde se pretende chegar com o programa (TO BE);
  • Desenhe um roadmap que mostre de forma clara quais serão as entregas, no tempo e ao longo do programa;
  • Utilize a metodologia adequada para a governança, apontando pontos de dor, e necessidades de reforço em ações chave para o êxito do programa;
  • Comunique, comunique e se sobrar tempo, comunique novamente, quais são os objetivos do programa, quem são seus líderes e times que compõem as diversas frentes ou squads e quais os benefícios que o programa trará para a organização;

Agora que discutimos o que são objetivos de um programa de transformação digital, como fazer a sua implementação com as melhores chances de sucesso e como governá-lo, só resta combinarmos o seguinte: da próxima vez que alguém lhe pedir para dar uma “pegada digital” em algum programa ou projeto, você tem duas reações possíveis, finge que a conversa não é com você, ou então, saia correndo.

 

Eduardo Rabboni
eduardo.rabboni@nae.global

Saiba mais:

A Nae trabalha com operadoras de telecomunicações, grandes empresas e administrações públicas para antecipar os desafios de crescimento e transformação do mercado, melhorando sua estratégia de negócio e eficiência operacional. A Nae conta com filiais na Espanha, Colômbia, México, Brasil e Costa Rica, formando uma equipe de mais de 600 profissionais.