Introdução à IoT na empresa: primeiras oportunidades

Estima-se que para o ano 2020 haverá entre 25 e 50 bilhões de dispositivos conectados à internet, superando inclusive as pessoas

Há uns anos ouvimos falar da Internet das Cosas (IoT, Internet of Things) como uma aposta de futuro, mas hoje em dia é toda uma realidade. E isso só está começando. Cada vez é mais frequente encontrarmos dispositivos conectados entre si ou à internet, permitindo um controle remoto de serviços, atividades ou dados que abrem una ampla gama de possibilidades.

A IoT é um conjunto de tecnologias e casos de uso que não têm uma definição única e clara, mas basicamente poderíamos dizer que é um novo mundo, assim como nossa internet, mas neste caso onde se intercomunicam as coisas entre si, ou mais pontualmente: os dispositivos transmitem entre si diferentes variáveis coletadas por diferentes tipos de sensores.

Esses dispositivos interconectados vão nos permitir tornar mais fácil um grande número de processos, criando alguns novos também. Estima-se que para o ano 2020 haverá entre 25 e 50 bilhões de dispositivos conectados à internet, superando inclusive as pessoas.

Isto permitirá a melhora da qualidade de vida dos cidadãos e o negócio atual das empresas, tornando-os mais eficientes e facilitando a criação de novos serviços e modelos de negócio.

 

De acordo com a International Data Corporation (IDC) espera-se que o investimento na Internet das Cosas em 2019 alcance 745 bilhões de dólares, o que supõe um aumento de 15,4% com relação ao ano anterior. Igualmente, espera-se que o gasto mundial com assuntos relacionados com a IoT apresente um crescimento constante nos anos seguintes, chegando a superar um bilhão de dólares em 2022.

O que a IoT pode trazer para qualquer tipo de negócio?

Vantagens competitivas e valor agregado

A IoT incorpora novas funcionalidades e serviços que dão valor agregado às empresas, fazendo com que estas se diferenciem de outras ofertas. Por exemplo, o uso eficiente do solo, irrigação e fertilizantes graças ao uso coordenado de sensores dará lugar a produtos muito mais frescos e, por sua vez, não agressivos para com o meio ambiente.

Eficiência em processos e operações

Graças às informações em tempo real sobre o estado dos produtos e/ou serviços, podem-se otimizar os processos e melhorar sua produtividade. A Iot permite, por exemplo, identificar de forma precisa os tempos para o deslocamento de um carregamento de flores da Colômbia para a Europa, com o intuito de chegarem no melhor estado, minimizando quase por completo os desperdícios.

Novo modelos de negócio

Facilita a criação de novas linhas de negócio e fórmulas de consumo para os clientes, como Sharing Economy ou Pay per Use, onde participa um sem-fim de agentes de forma coordenada. Um exemplo seria um hotel cuja disponibilidade e cardápios estivessem completamente coordenados de forma autônoma com os ônibus turísticos que vão chegar.

Conhecimento mais profundo do consumidor

Ao dispormos de mais informações e dados, obtemos um maior conhecimento do que o cliente deseja, no momento exato da produção ou gestão do produto.

Quais são os benefícios?

– Otimização em eficiência e redução de custos em uma cadeia logística de princípio a fim.

– Maior eficiência em sistemas informáticos complexos, minimizando plataformas e erros humanos.

– Interação automática e autônoma entre sensores, identificando pontos de falha rapidamente e aumentando a eficiência dos processos.

– Visualização em tempo de produtos e cadeia de produção, reduzindo custos por modificações e melhorando seu redirecionamento.

Como começo a utilizar a IoT?

1. Identifique um problema ou necessidade no seu produto ou serviço.

2. Pergunte-se e analise: A IoT é a melhor maneira de abordá-lo? Realmente podemos solucionar o problema? Mediante esta tecnologia, seria custoso ou eficiente?

3. Verifique o ecossistema tecnológico: Que coisas já existem que posso utilizar para solucionar meu problema? O que me faltaria?

4. Faça um protótipo de sua ideia, realize um modelo em escala para visualizar e avaliar o impacto da solução.

5. Pause, reflita e ajuste seu protótipo.

Com seu protótipo em pleno funcionamento, você terá conseguido solucionar um problema ou melhorar um processo graças à tecnologia IoT, podendo agora massificar e industrializar sua produção. É importante que ao longo de todo o processo sejamos acompanhados de especialistas com grande experiência em integração de sistemas e tecnologia, que ajam como facilitadores e interlocutores entre os diferentes agentes, minimizando assim o risco e para abordar com êxito os desafios da IoT.

 

Alejandro Ulloa
alejandro.ulloa@nae.com.co

Learn more:

A Nae trabalha com operadoras de telecomunicações, grandes empresas e administrações públicas para antecipar os desafios de crescimento e transformação do mercado, melhorando sua estratégia de negócio e eficiência operacional. A Nae conta com filiais na Espanha, Colômbia, México, Brasil e Costa Rica, formando uma equipe de mais de 600 profissionais.