A automatização como alavanca para aumentar o talento humano

As empresas precisam aumentar a eficiência e eficácia de seus processos. Mas como isso pode ser alcançado?

Com a era digital, as indústrias passam a apesentar mudanças significativas que ajudam a agilizar os processos das empresas. A implementação das metodologias ágeis encontra-se no auge e nasce da necessidade de aumentar a eficiência e a eficácia dos processos.

Essa necessidade está sendo atendida não apenas pelo uso de metodologias ágeis, como também pela adoção do RPA (do inglês Robotic Process Automation: automatização robótica de processos). O conceito consiste em atribuir atividades às pessoas que geram valor agregado, deixando que um robô execute as tarefas mais repetitivas.

Esta combinação de metodologias e RPA permite oferecer aos clientes, tanto internos quanto externos, a qualidade prometida no serviço. A adoção de todas essas ferramentas não só impacta a parte econômica da empresa, mas também os funcionários. Por isso é importante envolvê-los na implementação.

A maioria dos funcionários acredita que, com a adoção do RPA, seus cargos serão prejudicados, entendendo que, com o passar do tempo, a atuação humana dará lugar à participação apenas dos robôs. Este pensamento não pode estar mais longe da realidade, uma vez que a parte humana é imprescindível, principalmente nos processos de inovação e análise. De fato, devemos aproveitar a tecnologia e a automatização como alavancas para fornecer valor agregado e potencializar o talento humano.

Para aumentar a taxa de sucesso de um projeto que está sendo implementado é necessário incluir o gerenciamento de mudanças dentro do alcance. Isto permitirá fazer mudanças efetivas nas pessoas, por ser possível entender melhor como as equipes reagem ao serem impactadas pelas transformações tecnológicas. Por isso é muito importante apresentar como foco principal os benefícios da introdução deste tipo de metodologia: diminuição do estresse, foco em tempo integral nas tarefas complexas que ajudarão no crescimento profissional da equipe, aquisição de novas habilidades, entre outros.

Em resumo, quando adotamos metodologias ágeis e RPA, é muito importante realizarmos o gerenciamento de mudanças para dissipar as ideias equivocadas que nossos colaboradores possam vir a ter. Eles são parte fundamental da nossa empresa e sem eles – bem informados e dentro da causa do projeto – a implementação não seria um sucesso.

 

Alejandra Ivette Aburto
alejandra.aburto@naemexico.com

Saiba mais:

A Nae trabalha com operadoras de telecomunicações, grandes empresas e administrações públicas para antecipar os desafios de crescimento e transformação do mercado, melhorando sua estratégia de negócio e eficiência operacional. A Nae conta com filiais na Espanha, Colômbia, México, Brasil e Costa Rica, formando uma equipe de mais de 600 profissionais.