A liderança do futuro na era pós-digital

O que é necessário ter em mente para lidar com os conflitos tecnológicos que algumas organizações enfrentam atualmente?

A conexão com a tecnologia que se estabeleceu entre pessoas e empresas está passando por uma transformação significativa. E esta conexão – que transforma a maneira como trabalhamos, vivemos e interagimos com o mundo – está começando a ser desgastado por algumas abordagens adotadas pelas empresas.

Ainda que as expectativas das pessoas com relação ao futuro com a tecnologia continuem crescendo, muitas das tentativas das empresas de corresponderem a essas expectativas estão sendo rejeitadas: é preciso construir um novo caminho, aplicando novos modelos que tragam um foco mais humano e com significado.

Por outro lado, as empresas estão enfrentando um grande desafio. Até agora as organizações seguiram um roteiro tecnológico que sempre foi estabelecido por aqueles considerados pioneiros digitais, entretanto, a liderança do futuro passará a exigir mais: pensar fora da caixa sobre o funcionamento da empresa e enxergar um outro significado sobre a participação das pessoas em processos digitais e de tecnologia.

Para ter sucesso, as empresas precisam se aprofundar e entender o impacto que a tecnologia causa na vida das pessoas e como este relacionamento está sendo transformado ao longo dos últimos anos com a transformação digital. E nada melhor do que ter pessoas no processo, para que a ação seja realizada em sua essência.

Para que a próxima década tenha esse toque humano, a colaboração deve ser a raiz dos novos modelos criados pelas organizações. Afinal, a medida que o nível de impacto da tecnologia se incorpora às transformações, terão sucesso as organizações que convidarem pessoas de todas as esferas para agregar significado – clientes, parceiros, colaboradores e público de interesse.

As tendências de tecnologia para o ano de 2020 estão muito claras, mas o que as lideranças e organizações precisam ter em mente é que se a parte mais importante na conexão com a tecnologia inclui as pessoas, elas precisam estar envolvidas no processo de transformação do início ao fim – ou a cada nova etapa dessa transformação que, de longe, não vemos um fim.

Saiba mais:

A Nae trabalha com operadoras de telecomunicações, grandes empresas e administrações públicas para antecipar os desafios de crescimento e transformação do mercado, melhorando sua estratégia de negócio e eficiência operacional. A Nae conta com filiais na Espanha, Colômbia, México, Brasil e Costa Rica, formando uma equipe de mais de 600 profissionais.